A Importância da Comunicação em tempos de crise.

Ana Fragoso Special Advisor Partnia

“O que não comunica não existe”. Esta máxima deve ser adotada por todas as empresas
tendo em conta que a ausência de comunicação também comunica, isto é, revela inércia,
insegurança, falta de confiança, incapacidade. Daí a importância de comunicar e,
essencialmente, de comunicar bem. Não há fórmulas mágicas, nem casacos de tamanho
único que todos possamos vestir. A boa comunicação exige uma estratégia individual.
Em tempos de crise, como a que atravessamos, numa tentativa ainda débil de retoma da
economia, a comunicação, mais do que nunca, tem de ser assertiva e coerente.
A assertividade exige mensagens estrategicamente direcionadas, bem pensadas, capazes
de se destacar na imensidão da informação e desinformação que atualmente circula,
especialmente no meio digital.
A coerência exige que as mensagens que transmitimos reflitam exatamente a postura do
nosso produto ou serviço no mercado. Não bastando clamar confiança ao potencial
consumidor se a nossa empresa adota uma postura com pouca transparência. Importa
também apostar na linguem positiva, realista e segura. E se esta for a base basta
acrescentar a fórmula “(Competência + Habilidade) x Atitude”.
A Competência corresponde aos atributos diferenciadores do nosso produto ou serviço,
a Habilidade corresponde à utilidade do produto ou à capacidade de execução e, o mais
importante, a Atitude corresponde à nossa atitude no mercado que deve ser determinada,
criativa, positiva, confiante, participativa e cooperante com a comunidade em geral e
com a superação dos desafios que nos impõe o contexto atual. Enquanto que a
Competência e a Habilidade somam, a Atitude multiplica o resultado.
Os meios digitais são, mais do que nunca, ferramentas imprescindíveis para a
divulgação e afirmação dos produtos e negócios. O número de utilizadores aumentou
exponencialmente, o que é positivo, mas também aumentou o trabalho desenvolvido
pela concorrência e, muito mais perigoso, a circulação de fake news e outro “lixo”
informativo que circula sem freios e muitas vezes de forma viral.
Nos meios digitais a procura forçada de “likes” pode resultar em ruído na comunicação,
quando falamos de negócios, a interação deve ser promovida com pessoas que
efetivamente tenham interesse no nosso produto ou serviço, porque é esse resultado que
nos dá a perceção real do impacto da nossa mensagem e a partir da qual podemos
avaliar as consequências no negócio.
É tempo de investir na comunicação de forma competente para construir uma boa
reputação que, no final, é o que convence o potencial cliente a optar por determinado
produto ou serviço em detrimento de outros.


Ana Fragoso, Special Advisor da Partnia para a Comunicação e Media

1 comentário em “A Importância da Comunicação em tempos de crise.

  1. Roberto L. Garrido Responder

    ¡Totalmente de acuerdo, Ana! Son tiempos de que las empresas e instituciones se dejen observar y comunicar por los comunicadores interesados en sus productos para que transmitan con pasión los ideales que están detrás e impulsan estas empresas e instituciones. La riqueza de puntos de vista distintos son beneficiosos para los que son objeto de comunicación. Invertir en una comunicación transparente siempre es beneficioso y, a la larga, da abundantes frutos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *